A prostituição na T.I.

Publicado: junho 25, 2008 em Empresas, Tecnologia
Tags:, ,

Há pouco tempo atrás a empresa que trabalho solicitou uma indicação profissional para trabalhar com Java, indiquei um amigo meu que tem bom conhecimento na linguagem e diversas certificações, além de já ter sido líder técnico, ou seja, alguém que eu confiava que faria um bom trabalho.

A empresa ofereceu um valor risível para ele, no final acabou contratando alguém com muito menos experiência. Resultado: O projeto foi um grande fracasso.

Esse não é um caso isolado (quem dera fosse), já tenho visto diversas vezes empresas se recusarem a pagar um valor mais alto por um bom profissional e encher seus setores com pessoas com pouco conhecimento resultando em projetos com baixa qualidade.

O que nós, profissionais de T.I. podemos fazer a respeito? Não nos submetermos a um salário baixo só para estarmos num emprego já é um grande começo.

O mercado de informática anda carente de mão de obra (e mais ainda, de boa mão de obra) e graças a isso podemos impor um certo nível de exigência para com os empregadores. O que não dá pra agüentar é que as empresas queiram impor o seu salário baixo a bons profissionais.

Antes de aceitar uma proposta, verifique se ela é compatível com o que você conhece/estudou, verifique sua real necessidade de conseguir esse emprego. Negocie bem antes, muitas empresas acabam retornando para quem solicitou um pouco mais mesmo após uma recusa inicial.

O Brasil vive um bom momento em informática e isso só tende a fortalecer os profissionais qualificados da área, que passam a poder exigir um nível de salário e ambiente de trabalho melhor. Aproveitem.

comentários
  1. Há vários anos eu prego que o mercado de TI será um Novo ABC.
    Naquela época, com a crescente automação e a dependência de tecnologias cada vez mais sensíveis e complexas, milhares de metalúrgicos perderam mercado para técnicos especializados.
    O mesmo tende a acontecer com TI! Geradores de Código perderão mercado para Desenvolvedores, Engenheiros e Cientistas da Computação. Mas muita água ainda tem que rolar.
    Escrevi sobre isso no meu blog, gostaria de ouvir sua opinião.

    Grande Abraço,
    Henrique Bastos

  2. André disse:

    Daniel,
    Acho que há varios problemas que estão na causa disso, a pobreza crônica do pais, a falta de preparo de profissionais e de gestores.
    Não acredito que o correto seria a rebelião e não aceitar baixos salários porque isso segue a demanda de mercado, aqui em são paulo, a demanda esta aquecida e os salários tem subido sistemáticamente. Não consigo contratar ninguem mais com os mesmos patamares de 2 anos atraz, agora os salários estão 50% ou 60% acima.
    No caso citado o que falhou não foi necessariamente a contratação mais sim a gestão do projeto e especialmente a gestão de risco de projeto.
    Apoiar o sucesso de qualquer projeto em um recém contratado é risco que deve ser administrado.

    Um Grande Abraço

  3. danielfranca disse:

    André, não é rebelião, é como você mesmo disse seguir a lei de mercado e aproveitar que o mercado brasileiro está aquecido para não se sujeitar a qualquer salário.

  4. […] tá tudo ligado: o aumento no turismo sexual no Brasil tem levado à uma concorrência acirrada e prostitutas que falam 3 idiomas, pós-graduadas, conhecimento em gestão de projetos segundo o PMI, com MBA, […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s