O Brasil tem vocação para pesquisa e tecnologia?

Publicado: maio 12, 2008 em Empresas, Tecnologia
Tags:, ,

Passo o olho na lista de empresas de “tecnologia” no Brasil e sempre noto que 90% são empresas que fazem sistemas comerciais, sejam fábricas de software, empresas de ERP ou sistemas de controle de padaria.

 

Onde estão as empresas que estão investindo em pesquisa tecnológica no Brasil? Algum tempo atrás um ex-professor meu me mostrou uma lista de projetos de pesquisa que aconteciam na PUC-PR, ali se encontravam excelentes idéias, porém nenhuma abandonou o meio acadêmico. Por que isso ocorre? As empresas brasileiras não estão dispostas a investir em projetos inovadores de pesquisa? Seguiremos sempre a fórmula: Esperamos alguém pesquisar, criar e o mercado consolidar para aí adotarmos em nossos projetos?

 

O Brasil investe cerca de 1% do PIB em pesquisa, número bem abaixo dos países desenvolvidos. Sempre que vejo o governo tentando impulsionar os setores de tecnologia me parece que a visão que o governo tem de tecnologia se resume a sistemas comerciais e computadores mais baratos. O Brasil precisa de propostas sérias de investimento em pesquisa de tecnologias, para deixarmos de ser coadjuvantes e exportadores de mão de obra qualificada nessa área, assim como fez o Japão depois da segunda guerra, e que hoje nos permite usar aparelhos eletrônicos da Sony, Panasonic, Nintendo, citando apenas alguns exemplos.

 

Algumas propostas simples já possibilitariam grandes ganhos nessa área, como possibilitar e incentivar uma aproximação entre o mercado empresarial e a academia para não vermos grandes projetos nunca chegarem ao publico, ficando restritos ao meio acadêmico. Hoje a imensa maioria de nossos cientistas e engenheiros se encontram apenas no meio acadêmico, que por falta de incentivo e da gigantesca burocracia do Estado fazem com que seus projetos parem por ali mesmo. Será que esse é o caminho que queremos trilhar?

 

Há algum tempo atrás foi anunciado o premio Nobel de física para Albert Fert e Peter Grunberg, a pesquisa deles sobre supermagnetismo permitiu criar discos rígidos de computador cada vez mais compactos. A mídia brasileira não tardou a alardear que existiam brasileiros também no projeto. Eu acho que deveríamos é lamentar por nossos pesquisadores terem que sair do Brasil para conseguirem ter seus nomes citados em pesquisas que resultaram em grandes avanços tecnológicos.

 

Quando será que nossos governantes abrirão os olhos para o que é realmente pesquisa e tecnologia? Quando perceberão os benefícios econômicos e sociais que este tipo de investimento nos brinda? Há também uma timidez que precisava ser abandonada por parte da iniciativa privada, mas talvez isso ocorra quando apresentarem a eles as vantagens de se investir em pesquisa.

 

Assim num futuro distante poderemos nos vangloriar de termos criado alguma tecnologia realmente de alcance mundial e não dependeremos mais de procurar nomes brasileiros em colaboradores de pesquisas de sucesso fora do Brasil para nos orgulharmos. 

comentários
  1. Yuri disse:

    Olá,

    Talvez você vá gostar de saber que uma empresa de MG trabalha com tecnologia de ponta, mas exportando quase toda sua produção (porque brasileiro não compra P&D). O blog deles é esse aqui.

    Abraço,

    — Yuri

  2. danielfranca disse:

    Obrigado pela dica. É bom saber que existe esse tipo de iniciativa no Brasil, uma pena nosso mercado não estar disposto a pagar isso.

  3. André disse:

    Daniel,

    Tenho uma visão diferente desse processo, desde a estabilização da moeda o governo vem liberando mais e mais dinheiro para inovação tecnologica, a empresa que estou trabalhando possui 2 projetos incetivados pelo governo, ou seja, subsidiados pelo governo. Recebemos incentivos financeiros nos impostos e também dinheiro para contratarmos especialistas, equipamentos, contratarmos doutores, etc.

    O que percebi durante esse tempo aqui, é que as empresas não estão preparadas a buscar projetos reais de inovação de qualquer tipo, os projetos são falhos, incompletos e não tem os passos necessários para que qualquer investidor do governo ou fora do governo invistam dinheiro.

    Outro exemplo é a falta de capacidade de entrega das universidades, tivemos 2 projetos com uma universidade famosa que foram cancelados pq a universidade não era capaz de entregar, de realizar a pesquisa incentivada e paga.

    Espero ter acrescentado outros pontos de vista,

    Abraços,
    André

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s